quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Poemas e desenhos do Diário Gráfico - Poems and drawings from the sketchbook



Good morning, Lady!

Tell me what you expect for today
You sitting there in the eyes of the painter.
Eternal complicity.
Where is your soul?
Over there, caught in that painting?
Where is it?
Eternal century.
Are you guessing your life or mine?
Those who met you knows ... did you know?
You never going to respond me, Lady?
The answer is in the colors of the inks.
They are what remains of your young body.
Young flesh doomed to decline.
Young look to the painter,
Condemned to eternity.
Lady, I look at you!
I look into your eyes ...
And I find your soul!

Bom dia Lady!

Diz-me o que esperas para hoje,
Tu aí sentada nos olhos do pintor.
Eterna cumplicidade.
Onde está a tua alma?
Ali presa naquele quadro?
Onde está ela?
Eterna de centúria.
Adivinhas a tua vida ou a minha?
Quem te conheceu sabe…sabes?
Nunca me vais responder, Lady?
A resposta está nas cores das tintas.
São o que resta do teu corpo jovem.
Jovens as carnes condenadas ao ocaso.
Jovem o teu olhar para o pintor,
Condenado À eternidade.
Lady, olho para ti!
Olho-te nos olhos…
E descubro a tua alma!

27.10.2011

2 comentários:

teca disse...

Que desenho tão delicado para acompanhar uns versos tão ternos...
Um beijo carinhoso.

Manuel Casabranca disse...

Obrigado Teca pelas palavras que deixou no meu blog. Por acaso foi ao contrário, primeiro fiz o desenho a partir do retrato de Lady Agnew do pintor Sargent e só dois anos depois escrevi aquele poema.
cumprimentos