sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Vénus dos Monges - The Monks´s Venus


Quercus suber; 2H; 50; Monges
100 x 160 cm
Óleo sobre tela - Oil on Canvas


No passado Verão encontrei, na Herdade dos Monges (Vale de Mós), um sobreiro que se revelou ser uma Vénus, de Botticelli, de Ingres, de Chassériau, de Duval, de Bouguereau, entre outros.
Escolhi a zona mediana do quadro para desenhar o torso. Uma estrutura compositiva comum a todos os trabalhos destes nomes que citei.
A luz forte de Vénus, em contraste com os tons mais escuros da mancha de paisagem, é uma referência da maneira Veneziana de Chassériau resolver a carnação.
Depois vem o gesto geminado na espátula e no pincel.

Last summer I found in Estate of Monks (Vale de Mos), a cork oak which proved to be a Venus by Botticelli, Ingres, Chassériau, Duval, Bouguereau, among others.
I chose the middle zone of the frame to draw the torso. A compositional structure common to all works of these names I have mentioned.
The strong light from Venus in contrast to the darker shades of stain landscape, is a reference to the way Venetian Chassériau resolve the Incarnation.
 Then comes the gesture twinned in the spatula and brush.